top of page

TV Alba faz avant-première do documentário "Um Baiano Chamado Hansen" no Colóquio Flica

Foto Reprodução

No próximo domingo (09), no auditório do Centro de Artes, Humanidades e Letras da UFRB, em Cachoeira, município monumento do Recôncavo Baiano, vai ocorrer o evento de Culminância do Colóquio da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica). E será nesse ambiente oportuno que a Tv Alba, em parceria com a Fundação Hansen Bahia, vai fazer a avant-première do documentário “Um baiano chamado Hansen”. A exibição da pré estreia está prevista para as 14:30h.

O documentário faz parte da série de telefilmes “Personagens da Bahia” que vai ser lançada pela Tv Alba, em agosto. No total são nove conteúdos audiovisuais independentes, com 52 minutos de duração. Cada um versa, à sua maneira, sobre uma personalidade importante para a Bahia e todos eles têm financiamento com recursos do Fundo Setorial para o Audiovisual, através de editais de fluxo contínuo da Ancine/BRDE.

Na primeira temporada, são homenageados: o artista plástico e xilogravurista Hansen Bahia; o compositor e radialista Gordurinha; o médico Aristides Maltez e o maestro e inventor Walter Smetak, todos eles finalizados e prontos para exibição. “A Tv Alba tem orgulho de ser a primeira tela e poder exibir a história de personalidades relevantes para a Bahia, contribuindo para a imortalidade dessas figuras icônicas, através de conteúdos audiovisuais de primeiríssima qualidade”, ressaltou Michele Gramacho, diretora geral da Fundação Paulo Jackson, gestora da Tv Alba e Rádio Alba.

O Colóquio Flica começa nesta quinta-feira (06), a partir das 18h, no auditório da Fundação Hansen Bahia (FHB), em Cachoeira, com uma mesa de abertura com o tema “O futuro do Brasil é indígena” e vai até o domingo, dia 09 de julho. Este é um momento preparatório para a 11 edição da Flica que vai acontecer do dia 26 a 29 de outubro de 2023. “A Flica é um evento de fundamental importância para a educação, a cultura, o turismo, a economia criativa, entre outras vertentes. Uma valorização da arte literária que resgata a identidade do nosso povo e uma divulgação da diversidade cultural”, destaca Vanessa Dantas, CEO da Fundação Hansen Bahia, instituição organizadora da Festa Literária.

Documentário Hansen

A odisseia desse artista genial e sua relação com a Bahia é o foco deste telefilme, que parte do ponto final – as cidades históricas de Cachoeira e São Félix – para mostrar sua trajetória pessoal e eternizar a sua arte, que lhe confere a posição de um dos maiores xilógrafos da história. Um Baiano Chamado Hansen é um documentário repleto de arte e poesia, contendo cenas ficcionais que aproximam os telespectadores desse homem incomum: um alemão sobrevivente da Segunda Guerra Mundial, apaixonado pelo seu ofício, que transformou todas as dificuldades vividas numa lição de humanidade. Morto em 1978 pelo câncer, Hansen Bahia fez parte de uma geração de artistas que teve o privilégio de viver na Bahia da segunda metade do Século XX e, além de deixar um acervo de obras incrível, partiu deixando todo seu patrimônio e a casa onde vivia para o povo que retratou, com todos os objetos pessoais e profissionais intactos: imóveis, móveis e registros que transportam o espectador para os últimos anos de sua vida, ao lado da companheira Ilse Hansen.



Fonte: Vanessa Dantas

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page