top of page

Lula recebe pedido de conclusão das obras de expansão da Unilab de São Francisco do Conde

Foto Reprodução




Durante agenda do presidente Lula em Salvador, nesta quinta-feira, 11, véspera do aniversário de 9 anos do Campus dos Malês da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), o deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Rosemberg Pinto (PT), solicitou ao mandatário do País o retorno das obras dos dois novos blocos didáticos na unidade de ensino superior, onde funcionarão novos cursos, entre eles, o de Medicina.


“Conversei com presidente Lula, que foi muito receptivo ao acolher as reivindicações de retomada das obras da estrutura física do Campus dos Malês e a criação da reitoria em São Francisco do Conde, que proporcionará maior autonomia e independência. Esta obra é essencial à ampliação dos cursos, inclusive temos o de Medicina, que já está pactuado com o Ministério da Educação desde 2015”, declarou o parlamentar, titular da Comissão de Educação e Cultua da Alba.


As demandas são oriundas dos encaminhamentos da Sessão Especial, proposta por Rosemberg, realizada na última sexta-feira, 9, no Legislativo baiano, que celebrou o nono ano da inauguração da unidade de ensino superior na cidade de São Francisco do Conde.


Conforme a diretora da Unilab - Campus dos Malês, Mirian Reis, as obras avançaram mais de 70%, porém, desde 2019, estão paralisadas. À época eram necessários, aproximadamente, R$ 4 milhões para conclusão dos dois blocos acadêmicos, agora, com a inflação, o investimento restante saltou para R$ 10,5 milhões.


Os prédios terão 24 salas de aula, laboratórios diversos, áreas de convivência cantinas, biblioteca e áreas administrativas.


Malês em números


No semestre letivo de 2022.2, a comunidade discente da Unilab é formada por 1212 estudantes, sendo 858 brasileiros e 354 africanos de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe; já os brasileiros são, principalmente, de São Francisco do Conde, Santo Amaro, Candeias, Madre de Deus, São Sebastião do Passé, Saubara, Simões Filho, Dias D’Ávila, Camaçari e Salvador, quase 200 são oriundo(a)s de comunidades quilombolas do território, a maioria mulheres líderes de suas comunidades.


A recente avaliação do Ministério da Educação atestou que quatro dos seis cursos oferecidos no Campus dos Malês obtiveram avaliação “Excelente” e os demais “Muito Bom”.



Fonte: Ricardo Figueredo (DRT-BA 5228)

Assessoria de Comunicação | Deputado estadual e líder do Governo na Alba, Rosemberg Pinto (PT)

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page